Carta aos sócios

Associação Ateísta Portuguesa
Carta aos sócios

Hoje, dia 11 de Julho, teve lugar a Assembleia Geral da Associação Ateísta Portuguesa (AAP) com carácter eletivo. Desse encontro, foram eleitos os novos órgãos sociais numa lista que pretende ser simultaneamente de continuidade e de renovação. Como novo dirigente, é a primeira vez que me dirijo a centenas de sócios que compõem a nossa organização, os quais gostaria de começar por saudar com os mais fraternos cumprimentos.

Foi hoje também aprovado o Plano de Atividades para o biénio 2020-2022. Para além do programa proposto, e já de si ambicioso, foram também aceites outras sugestões como a ênfase nos encontros presenciais, a realização de percursos temáticos e dar início à criação de um Museu do Ateísmo. Gostaria de contar com todos vocês para as iniciativas que iremos tentar desenvolver um pouco por todo o país.

A nossa visão é que a AAP funcione como uma comunidade que sirva de ponto de encontro para ateus e ateias, agnósticos, humanistas, céticos, racionalistas e livres-pensadores. Queremos uma Associação construída por todos nós, para todos nós.

Sabemos que teremos grandes desafios pela frente: desde o avanço do fanatismo religioso, de ideias extremistas que ameaçam a liberdade e a democracia, ou os ataques à laicidade. Perante eles, não ficaremos calados. Mas sabemos também quais os valores que nos orientam e nos quais nos apoiaremos: os valores da República, da Laicidade, da Tolerância e dos Direitos Humanos.

Mas não há futuro sem passado. Por isso, a Assembleia Geral de hoje aprovou por unanimidade um voto de louvor aos membros dos Órgão Sociais que nos precederam.

Além disso, foi também proposto que ao anterior Presidente, Carlos Esperança, fosse atribuída a categoria de Sócio de Mérito, conforme o Artigo 11º do Regulamento Interno, que dita que esta distinção possa ser atribuída a quem se tenha “destacado pelo seu mérito cívico, científico ou cultural, ou por relevantes serviços ao desenvolvimento e progresso da Associação Ateísta Portuguesa”. É com enorme felicidade que vos comunico que esta proposta foi também aprovada por unanimidade e celebrada pelos membros presentes. Ao Carlos Esperança, deixo o nosso sentido agradecimento pelo seu trabalho e dedicação.

Caros sócios, não me alongo mais. Espero que tenhamos a oportunidade de nos encontrar em breve. Desejo boas férias a todos.

Lisboa, 11 de Julho de 2020

João Lourenço Monteiro,

Presidente da Direção