Loading

Comunicados

& Media

11 de Agosto, 2010

Carta ao DN

Exmo. Senhor – DN Gente – Avenida Liberdade, 266 1250-149 LISBOA Exmo. Senhor: Na sequência da entrevista concedida pelo bispo Carlos Azevedo à jornalista Patrícia Jesus, [DN – Gente, de 31 de Julho de 2010], a Associação Ateísta Portuguesa (AAP) ficou perplexa com as referências feitas a esta associação. Transcreve-se o último parágrafo: Outro dos

2 de Agosto, 2010

Carta ao Bispo Carlos Azevedo

Senhor bispo Carlos Azevedo A sua preocupação com o ateísmo em geral, e com a Associação Ateísta Portuguesa (AAP) em particular, já o levou a proferir afirmações incorrectas a respeito desta Associação, quer no matutino onde regularmente escreve, quer em entrevistas: 1 – «Afirmar que Nuno Álvares Pereira foi canonizado graças a um milagre, que

24 de Junho, 2010

Falecimento de Saramago

A Associação Ateísta Portuguesa, profundamente consternada com o falecimento de José Saramago, prémio Nobel da Literatura e ateu coerente, manifesta à família do enorme escritor o testemunho da sua solidariedade e o respeito pela sua memória. José Saramago não foi apenas o mais destacado escritor de língua portuguesa, foi também uma figura ímpar do ateísmo

16 de Junho, 2010

Exposição ao Núncio Apostólico

Exmo. Senhor Embaixador: A Associação Ateísta Portuguesa (AAP), indignada com o abusivo número de crentes que a Igreja Católica Apostólica Romana (ICAR) reivindica e com os privilégios de que goza em Portugal, tomou a iniciativa de lançar, no dia em que o Papa Bento XVI aterrou em Lisboa, uma “Campanha de Apostasia 2010“, a nível

19 de Maio, 2010

Debate: Religião e ateísmo

Debate promovido pela Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto ente o Dr. Ludwig Krippahl, Vice-presidente da AAP – Associação Ateísta Portuguesa e o Pe. José Nuno, capelão do Hospital de São João. A conversa será moderada pelo Dr. Carlos Magno, jornalista. Local: Salão de Alunos Data: 20 de Maio de

11 de Maio, 2010

Campanha de Apostasia 2010

A Associação Ateísta Portuguesa (AAP), com a chegada de Joseph Ratzinger a Portugal, junta-se aos diversos protestos da sociedade civil no que diz respeito à forma como o papa católico está a ser recebido pelas entidades oficiais; Reitera o seu repúdio em relação à tolerância de ponto e aos privilégios concedidos pelo Estado à Igreja

11 de Maio, 2010

Exposição ao MNE

Senhor Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, A Associação Ateísta Portuguesa (AAP) sente-se indignada com a violação do princípio constitucional de separação do Estado e das Igrejas (Artigo 41.º (CRP), pelo que vem junto de V. Ex.ª expor e solicitar o seguinte: O site do MNE, na sua coluna à esquerda, anuncia a “marca”

19 de Abril, 2010

Bispos, pedofilia e silêncio

A Associação Ateísta Portuguesa (AAP) está perplexa com as declarações dos bispos católicos, em geral, e, em especial, com a do Bispo de Leiria-Fátima, António Marto, vice-presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) . A AAP compreende a euforia dos senhores bispos que negociaram inadmissíveis tolerâncias de ponto, concedidas pelo Governo e por autarcas, que atropelam